Leituras Interessantes

escolinhaalgodaodoce.com.br

Criança relax: os benefícios da meditação infantil

A prática da meditação pode ser uma boa alternativa para pais que procuram harmonizar a ansiedade, o estresse e a hiperatividade das crianças

O estilo de vida acelerado e a hiper-conectividade marcam o dia a dia das crianças dos nossos tempos, que muitas vezes sofrem de ansiedade, insegurança e estresse. Com a intenção de buscar mais calma e tranquilidade para os pequenos, pais e mães encontram na meditação uma forma de lidar com as doenças contemporâneas e os sentimentos negativos, mesmo que ainda na infância.

De acordo com a doutoranda em Psicologia na área de desenvolvimento infantil da Universidade Federal da Bahia (Ufba), Tatiana Correia, a meditação é composta por habilidades que podem e devem ser desenvolvidas desde a infância, as quais envolvem o direcionamento da atenção e concentração tanto para estímulos internos do corpo (respiração e sensações), como para estímulos externos ao corpo (o discurso de outra pessoa e elementos da natureza), as quais se aprimoram ao longo de sua prática.

A tese de doutorado de Tatiana é sobre o desenvolvimento de uma intervenção comportamental e de mindfulness, um tipo de meditação, para o aumento do autocontrole da criança. “A prática da meditação deve ser inserida de forma gradual na rotina das crianças, já que é uma atividade com características peculiares que fazem parte de tradições orientais. O aumento gradual da duração dessa prática, por sua vez, reduz a probabilidade de a mesma se tornar aversiva para a criança”, explica.

Centros de meditação infantil

Em Salvador, existem centros de meditação que oferecem aulas e oficinas específicas para os pequenos. É o caso do Brahma Kumaris (BK), um movimento mundial dedicado à transformação pessoal e à renovação do mundo. No BK, que apoia a cultura de uma profunda consciência coletiva de paz e dignidade individual de cada ser, a oficina para crianças acontece no segundo sábado de cada mês.

Além de técnicas de concentração, respiração, jogos infantis e da contação de histórias, as crianças também aprendem temas mais abrangentes, como o valor do amor, da amizade, da bondade, do respeito e da conexão com o divino. A melhora no rendimento escolar, autoconhecimento, concentração, foco e criatividade, são apenas alguns dos benefícios observados.

Tatiana Paranhos, mãe de Amanda, 10, conta que há dois anos a filha frequenta o BK no bairro dos Barris em Salvador. A mãe explica que Amanda era muito agitada, conversava bastante na escola e agora está mais serena e aprendeu a ouvir as pessoas. “A professora até me chamou na escola para conversar sobre a mudança no comportamento dela”, conta Tatiana.

A coordenadora da região Nordeste, Ida Meireles, está no Brahma Kumaris há 36 anos, e há 25 trabalha com musicalização para crianças. “Com os pequenos, são usadas palavras e imagens indicadas para a idade. A prática da meditação a longo prazo faz com que as crianças se tornem mais concentradas e calmas. Na aula, eles aprendem sobre as qualidade divinas e a lidar melhor com a raiva, preguiça, desobediência, birra e mentira.”


Crianças confeccionam um anjo de papel no Brahma Kumaris. / Foto: Amanda Moreno

 

A professora infantil do BK, Sandra Oliveira, explica: “As crianças que seguem uma rotina de meditação observam o mundo de modo diferente, elas têm amor pela natureza”. No local, as atividades para as crianças são feitas de forma lúdica, com alongamentos, música, pintura, e atividades manuais.

Outro centro de meditação em Salvador que abre espaço para os pequenos é o Self-Realization Fellowship (SRF), que fica no bairro da Federação. Lá, as atividades tem como objetivo incentivar as crianças desde cedo a buscarem a Deus na vida diária e desenvolver uma relação com o divino através da prática da meditação e dos ensinamentos do guru Paramahansa Yogananda.

A psicanalista Patrícia Prado, mãe de Iuri Prado, 6, conta que costuma levar o filho ao centro de meditação para ele compreender o valor do autoconhecimento e da relação com o divino desde cedo. “Eu gosto do que aprendo aqui, quando faço meditação fico mais calmo”, diz o garoto.

Alzira Souza, professora dos pequenos há três anos, fala das adaptações da meditação a longo prazo nas crianças, pois “é perceptível que eles ficam mais calmos, se comportam melhor e se reportam aos outros com mais tranquilidade”. No SRF, as aulas que acontecem quinzenalmente aos domingos, constam de trabalhos manuais, contação de histórias, jogos, exercícios hatha yoga, introdução aos exercícios de energização e outras atividades geralmente utilizadas para desenvolvimento de qualidades tais como bondade, respeito, fé, consideração pelos outros, calma, concentração e coragem.

Meditação no combate a doenças

Do ponto de vista psicológico, a depressão pode estar associada a alguns aspectos comprometidos da personalidade, ausência de autoconfiança e baixa autoestima. Já do ponto de vista social, pode ser postulada como uma inadaptação ou pedido de socorro, podendo ser consequência de aspectos culturais, familiares ou escolares. As informações são de acordo com o artigo A depressão Infantil e suas formas de manifestação, escrito pelos estudantes de Psicologia da Universidade Paraense (Unipar), Joseane Huttel, Karina Alzira Kisxiner e Rodrigo Alexandre Bonetti; além da Mestre em Educação pela Universidad Autónoma de Asunción (UAA/PY), orientadora psicóloga, docente da Unipar, Miriam Izolina Padoin Dalla Rosa.

O estresse e a depressão podem atingir tanto adultos como crianças, e a meditação é uma forma alternativa de tratar a doença, até mesmo na infância. Para a psicóloga e também especialista em Terapia Comportamental, Tatiana Correia, o ato de meditar traz habilidades que podem favorecer a adaptação da criança à diversos contextos e ao estabelecimento de relações interpessoais positivas. “Ao se praticar a meditação, o indivíduo passa a lidar de uma melhor forma com os eventos estressantes do dia a dia, bem como com suas próprias dificuldades e sentimentos”, diz.

Post Algodão!

Clique na foto amplia-la.

Agenda

Cronograma

Tempo